Notícias

Zuckerberg anuncia integração do Whatsapp, Messenger e Instagram Direct

Sem data definida para o lançamento de um aplicativo onde será possível interagir com contatos do Whatsapp, Messenger e Instagram Direct, o presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg confirmou ontem (6) que haverá uma maior relação entre os aplicativos de conversa das redes sociais pertencentes à empresa dele.

“Planejamos tornar possível que você mande mensagens aos seus contatos usando qualquer um dos nossos serviços”, escreveu Zuckerberg. Ele disse ainda que as mudanças ocorrerão “dentro de alguns anos” e que, antes que as mudanças sejam feitas, ainda existem desafios significativos e muitas questões que ainda requerem mais discussão.

O CEO do Facebook publicou um “textão” em sua rede social explicando as mudanças. “Hoje, se você quiser mandar uma mensagem para alguém no Facebook, tem que usar o Messenger; no Instagram, o Direct e; no WhatsApp, o WhatsApp. Queremos dar a opção de contatarem seus amigos de todas as redes com o app que preferirem”.

Ainda no texto Zukerberg falou do futuro das redes sócias, em momento algum ele falou de um só aplicativo com todas as funções do Facebook, Instagram e WhatsApp. “Daqui a alguns anos, espero que versões futura do Messenger e WhatsApp se tornem as principais formas como as pessoas se comunicam no Facebook”.


Queremos dar a opção de contatarem seus amigos de todas as redes com o app que preferirem.

Mark Zuckerberg

Em 2018 o executivo foi muito criticado com relação ao uso permissivo de dados confidenciais dos usuários, o principal desafio para melhorar essa imagem, segundo ele, é fazer com que as redes sociais ligadas à empresa dele se tornem uma plataforma “focada na privacidade” e concentrada na confidencialidade em vez de ser a “grande praça da cidade”.

“Hoje em dia já vemos que as mensagens privadas, os ‘stories’ efêmeros e os pequenos grupos são de longe os formatos de comunicação on-line que crescem mais rápido”, escreveu. Ao encerrar o assunto ele ainda completou: quando penso no futuro da internet, penso que uma plataforma de comunicações focada na privacidade será muito mais importante que as plataformas abertas atuais.

Matérias relacionadas