Notícias

Caiado busca apoio do Governo Federal para reduzir as dificuldades fiscais de Goiás

 
Foto: Júnior Guimarães

O governador se reuniu ontem (9) com os chefes das principais pastas do Governo Federal para articular estratégias que viabilizem um ajuda fiscal ao estado de Goiás. Em uma das reuniões, no Ministério da Economia, o ministro Paulo Guedes disse que irá disponibilizar toda a equipe em uma visita oficial ao estado na próxima segunda-feira (14).

“Nós temos obrigação de ajudar Caiado a tirar Goiás da situação de dificuldade em que o Estado se encontra”, afirmou o ministro. Segundo Caiado, o grupo do Governo Federal irá fazer um mapeamento e um diagnóstico da situação fiscal do estado. “Como o ministro tem uma equipe técnica isenta, estou pedindo para que ele levante a realidade concreta e mostre à sociedade a situação de dificuldade em que o estado se encontra”, afirmou.

Caiado disse que Paulo Guedes já tem conhecimento da situação de Goiás e que o estado precisa de uma solução temporária com o apoio do Governo Federal. “Apresentei a realidade para o ministro, explicando que a cada momento mais dívidas aparecem e a situação só se agrava. Não se tem o pagamento do salário dos servidores. É uma pedalada fiscal. É crime de responsabilidade fiscal, está explícito”, destacou.

As contas de Goiás

Durante uma live no Facebook, na última terça-feira (8), o governador apresentou alguns números. Segundo ele, mesmo com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o governo anterior deixou um rombo de R$ 3,4 bilhões nas contas públicas e apenas R$ 11 milhões nos cofres do Tesouro Estadual, dinheiro que não foi suficiente para arcar com a folha de pagamento dos servidores públicos de dezembro.

Já o pagamento dos salários referentes ao mês de janeiro já tem data prevista. No próximo dia 25 será quitada 80% da folha e até o dia 30, no máximo os outros 20%.

Matérias relacionadas