Saúde

Como acelerar o metabolismo e emagrecer mais rápido?

O site Sul-americano Nueva Mujer, da equipe Metro Comunicação, divulgou uma lista com 5 dicas de como emagrecer acelerando o metabolismo. O site Nossa Nerópolis repassa a informação para todos os leitores e moradores de Nerópolis.

Coma um bom café da manhã todos os dias

Quanto mais generosa for a primeira refeição, melhor. O corpo entra em inanição, ou seja, a atividade celular fica interrompida, diminuindo assim o metabolismo e conservando energia. Segundo estudo publicado no Jornal Americano de Epidemiologia, pessoas que consomem entre 22 e 55% das calorias diárias no café da manhã ganharam apenas 700g de peso, em quatro anos. Enquanto as pessoas que não desjejuavam tinham 4,5 vezes mais risco de obesidade.

Beba mais água

Substitua bebidas açucaradas, como refrigerantes, sucos e qualquer bebida alcoólica por água. Isso acontece simplesmente porque a água é a única bebida zero caloria de verdade. Alguns nutricionistas apontam que tomar água meia hora antes das refeições pode ajudar a controlar o apetite.

Aproveite suas horas de sono

A falta de sono está diretamente relacionada com o aumento do risco de obesidade. A insônia também está relacionada ao aumento dos níveis de açúcar no sangue e a resistência à insulina. Estudos apontam que quem dorme menos, produz mais grelina, um dos hormônios responsáveis pela sensação de fome.

Escolha proteínas no almoço

Aumentar a quantidade de proteínas ajuda a manter massa muscular magra. O músculo queima mais calorias que gorduras. É importante consumir entre 30 e 115 gramas de proteína, o equivalente a uma xícara de queijo baixo em gordura ou peito de frango desossado.

Prepare um pouco de chá verde

Considerado um dos melhores termogênicos naturais, porque os níveis de gordura diminuem graças à ação de certos compostos que possui. Ele é capaz de produzir um aumento na temperatura corporal, o que acelera o metabolismo e queima gorduras. Segundo os defensores do chá verde ele é capaz de diminuir o peso corporal em 4,6% para quem consome cerca de cinco xícaras por dia, durante 12 semanas.

Matérias relacionadas