Notícias

Como será o governo de transição?

Desde sábado, dia 27, o presidente Michel Temer anunciou que facilitaria o governo de transição para qualquer um dos candidatos que fossem eleitos no segundo turno. Hoje, o Palácio do Planalto divulgou como funcionará o governo nos dois últimos meses de 2018.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, terá a Granja do Torno, um avião da FAB, 22 gabinetes e R$ 1 milhão à disposição para trabalhar em Brasília. A sede do governo transitório será no Centro Cultural Banco do Brasil e o capitão poderá indicar até 50 pessoas para compor essa administração provisória.

Bolsonaro diz ter recebido dados “estarrecedores” do governo, mas em época de fake news é melhor se reunir primeiro com o atual presidente para saber o que realmente poderá ser feito nos próximos anos. Mas ele prevê uma transição “na mais perfeita harmonia”.

Em depoimento, Michel Temer, diz que o governo está pronto para a mudança e que vai insistir para que a equipe do presidente eleito dê continuidade às reformas iniciadas nos últimos dois anos. Temer falou ainda que é preciso pensar nas políticas adotadas, no respeito à Constituição e que a oposição precisa aceitar o resultado das urnas e não atrapalhar o desejo da maioria.

Jair Bolsonaro falou com entusiasmo sobre o seu mandato e fez declarações que buscam a unidade, a pacificação e a harmonia do país. O presidente eleito ressaltou que, provavelmente, não utilizará os 50 cargos disponíveis e que os nomes serão divulgados amanhã, ou na quinta-feira.

Matérias relacionadas