novembro 18, 2019
Esportes

Copa América 2020 será dividida em dois países sedes

Após a dez edições com o mesmo formato a Copa América irá mudar novamente, ela continua com 12 participantes, sendo os dez filiados à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e duas seleções convidadas (dessa vez Austrália e Catar). A principal mudança é que a competição terá como sedes a Argentina e a Colômbia, além de modificações também na fase de grupos e, depois da edição de 2020, a competição passará a ser disputada a cada quatro anos, sempre em paralelo com a Euro.

As seleções serão divididas em dois grupos de 6 times: o Grupo Norte, com jogos na Colômbia, terá a anfitriã, o Brasil, a Venezuela, o Equador, o Peru e um dos dois países convidados (escolhido por sorteio); o Grupo Sul, terá suas partidas realizadas na Argentina, onde o time da casa receberá o Chile, o Paraguai, a Bolívia, o Uruguai e a outra seleção convidada.

Além da divisão entre dois países sede, a fase de grupos terá 38 jogos, 12 a mais que os atuais 26. Cada seleção fará no mínimo cinco partidas. O maior problema enfrentado pelos jogadores e, também, pelos torcedores que irão assistir a próxima Copa América é a quantidade de viagens que terão que fazer. Por exemplo, quem vai torcer pelo Brasil, caso a nossa seleção passe em terceiro ou quarto lugar do grupo, irá para Argentina disputar as quartas e a semi e voltar para a Colômbia para a final.

Essa nova fórmula de disputa da Copa América também possibilita que os anfitriões disputem partidas decisivas fora de casa, no caso de Argentina e Colômbia terminarem a fase de grupos em terceiro ou quarto lugar. Com isso eles terão que viajar para a outra sede e disputar quartas e semifinais.

Matérias relacionadas