novembro 18, 2019
Política

Davi Alcolumbre é eleito presidente do Senado

Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado

O amapaense foi eleito em 1º turno com 42 votos, um a mais que o necessário para se eleger em votação única. Dos 81 senadores 77 compareceram à eleição, com isso o Democratas (DEM) assumiu o comando da Câmara dos Deputados, Senado e Casa Civil. Renan Calheiros (MDB-AL) abandonou a candidatura alegando “ilegitimidade” no processo.

Durante a eleição foi aprovado o voto aberto, na sessão de sexta-feira, depois o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, determinou o voto secreto. Três candidatos desistiram do processo, a primeira votação foi anulada porque havia 82 votos em uma urna e apenas 81 senadores.

Durante o discurso de posse o novo presidente destacou a importância de “reunificar” a Casa e afirmou que não haverá “revanchismo” e que todos os pares terão o mesmo tratamento. “Deixo claro também que não conduzirei um Senado de revanchismo. Os meus adversários terão, todos eles, de minha parte, pujante disposição para o diálogo e cooperação”, ponderou.

Alcolumbre também falou sobre as reformas urgentes que precisam ser aprovadas pelo Senado. “Espero deixar esta Casa com o país retomando os trilhos, enfrentando as reformas complexas com urgência que nosso país reclama”, disse.

Matérias relacionadas