Saúde

Dicas de como sobreviver ao calor

Estamos passando por um dos verões mais rígidos dos últimos anos, você sabia quais são os efeitos que o calor excessivo pode produzir no seu corpo? Segundo o diretor científico da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj), Claudio Tinoco, o principal problema é a desidratação, pois o corpo perdemos uma grande quantidade de líquidos.

Aí uma coisa leva a outra, perdemos líquidos, o coração precisa trabalhar mais, a pressão arterial cai, aumenta o risco de desmaios, perda da consciência e, quem já tem problemas cardíacos, pode chegar a ter complicações mais sérias, como um acidente vascular cerebral (AVC) ou até um infarto no miocárdio.

A temperatura em todo o estado pode ultrapassar os 35 graus nos próximos dias, elevando a sensação térmica para próximo dos 40°. Para conviver com essa rotina é preciso tomar vários cuidados, entre eles, evitar exercícios físicos nos horários de pico de calor, pois pode acarretar o chamado “estresse térmico” causando efeitos graves ao cérebro, rins e coração.

Outros cuidados simples são: usar roupas claras e leves, beber bastante água, utilizar guarda-chuva e, principalmente, filtro solar. Os riscos do calor são ainda maiores para crianças e idosos, por isso é importante estar atento aos sinais do organismo.

Com relação à urina, Cláudio Tinoco ressalva que “se estiver com a cor amarronzada, mais escura, significa que a urina está muito concentrada e a pessoa está bastante desidratada”. O diretor de Publicações da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), Julio Peclat, analisa outro sinal, o inchaço nas pernas.  “A questão da vasodilatação causada por esse calor leva os pacientes, sobretudo aqueles que têm varizes mais calibrosas, ao rompimento dessas varizes. Esse sangramento é muito comum nessa época do ano”, disse.

Outra dica vem da gastroenterologista Tábata Antoniaci, para ela é sempre bom consumir alimentos que possuem maior concentração de água: alface, beterraba, couve, tomate, aipo, rabanete, carambola, pepino, morango, melancia e melão.

Matérias relacionadas