Notícias

Engenheiros da Vale são presos em São Paulo e em Minas Gerais

Os profissionais responsáveis pelo atestado de segurança da barragem 1 da Mina do Feijão, em Brumadinho foram presos na manhã de hoje (29) em ações realizadas em São Paulo e em Minas Gerais. Investigações apontam suspeita de fraude em documentos, no total foram presos dois engenheiros e outros três funcionários da empresa.

Os engenheiros da empresa TÜV SÜD, Makoto Namba e André Yassuda, foram presos na capital paulista e serão encaminhados para Minas Gerais. As ordens judiciais são de prisão temporária, com validade de 30 dias, e foram expedidas no último domingo. A Vale informou, em nota, que “está colaborando plenamente com as autoridades” e que “permanecerá contribuindo com as investigações para a apuração dos fatos, juntamente com o apoio incondicional às famílias atingidas”.

A Polícia Federal também cumpre dois mandatos de busca e apreensão em empresas que prestam serviço para a Vale. Até agora a Defesa Civil de Minas Gerais informou que há 65 mortos e 279 desaparecidos em Brumadinho, após a tragédia provocada pelo rompimento da barragem. Hoje começa o quinto dia de buscas no local.

Matérias relacionadas