Notícias

Justiça do Rio de Janeiro interdita a Sapucaí

Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo

Para muitas pessoas as festas de carnaval começam hoje, no Rio de Janeiro, para as escolas de samba, o carnaval não termina nunca, ele sempre está acontecendo. Mas o Ministério Público Estadual (MPRJ) interditou a Sapucaí e aguarda laudo técnico do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ), para a liberação de um dos principais pontos de onde acontece a festa na cidade carioca.

A Justiça do Rio determinou ontem (28) que o CBMERJ faça uma vistoria emergencial no Sambódromo do Rio e emita um laudo técnico e um certificado de aprovação de segurança em até 24 horas. Os desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro começam hoje, com as escolas do grupo de acesso, e o grupo especial acontece no domingo e na segunda-feira.

A juíza da 1ª Vara da Fazenda Pública, Mônica Ribeiro, determinou que sejam “asseguradas a proteção à vida e à integridade física de todos aqueles que circularão pelo Sambódromo da Marquês de Sapucaí durante o carnaval 2019.

No pedido de interdição, a juíza disse que o MPRJ afirmou “estar ciente”, desde a inauguração do Sambódromo, em 1984, de que normas legais e técnicas exigidas pelo CBMRJ não são atendidas na Sapucaí. Ela afirma ainda que os promotores envolvidos no processo colheram informações, em outubro de 2018, sobre alguns problemas apontados no documento de interdição.

Em nota, o CBMERJ afirmou que, “por determinação em juízo, vai atuar, como nos anos anteriores, realizando uma vistoria prévia aos desfiles no Sambódromo com fins de concessão de autorização especial para o evento”. A corporação informa ainda que “estará presente no local com cerca de 200 militares, além de viaturas de atendimento pré-hospitalar e de combate a incêndio”.

Matérias relacionadas