Mercado

Número de trabalhadores informais bate recorde no Brasil

Hoje um em cada quatro trabalhadores brasileiros atuam por conta própria. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que afirma que esse é o maior número de pessoas sem carteira assinada desde de 2012, ano em que o IBGE começou a realizar pesquisas nessa área.

O estudo teve como base os dados do Ministério do Trabalho de 2018. No total, eram 11,2 milhões de empregados informais no setor privado e 23,3 milhões de pessoas trabalhando por conta própria, totalizando 25,4% dos brasileiros. Esse número supera, inclusive, o total de empregados com carteira assinada no setor privado (32,9 milhões).

Outros dados levantados pelo Pnad apontaram uma queda no número de desempregados no ano passado. Uma média de 12,3%, enquanto que em 2017 a taxa de desocupação era de 12,7%.

Para o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo, essa queda demonstra uma retomada do crescimento da economia, mas não é um bom sinal para o Mercado de Trabalho, já que o crescimento da informalidade gera instabilidade, baixo rendimento e falta de segurança previdenciária.

Matérias relacionadas