Economia

Petrobras reduz o preço da gasolina nas refinarias pelo 2º dia consecutivo

De acordo com a estatal a política de preços da empresa tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais da gasolina e do diesel mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. Hoje (4), a empresa está negociando o litro da gasolina a R$ 1,4537.

Na última terça-feira (2) o valor era de R$ 1,5087 e ontem (3) caiu para R$ 1,4675. A paridade dos preços “é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, informou a Petrobras em nota.

Segundo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o governo Bolsonaro não tem intensão de intervir em preços de combustíveis, mesmo em caso de disparada das cotações internacionais do petróleo. Ele defendeu mais investimentos em refinarias para garantir o abastecimento de combustíveis no pais.

Matérias relacionadas