Notícias

Por determinação do Governo de Goiás 94 militares voltam para a reserva

A portaria foi assinada pelo secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, na última sexta-feira (10). Três oficiais do Colégio Estadual da Polícia Militar de Goiás (CEPMG) Doutor Negreiros, em Nerópolis, já deixaram a instituição na manhã de hoje. Segundo o Governo, a qualidade das unidades escolares não será afetada.

A Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) divulgou, em nota, que foi realizada uma análise técnica e que havia excedente de pessoal nos colégios militares. A exoneração equivale a 10% do efetivo nas 60 escolas em funcionamento em Goiás. Além do retorno dos militares para a reserva ainda houveram casos de profissionais da ativa que voltaram para o trabalho ostensivo no combate ao crime.

Segundo a oposição ao governo na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) o total de servidores da PMGO que saíram dos colégios militares é maior que o apontado pelo decreto do secretário de Segurança Pública. “Os colégios militares são um grande legado do PSDB em Goiás. O modelo de ensino e aprendizado nas unidades colaboraram, de maneira efetiva, para que Goiás alcançasse o primeiro lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)”, informou o PSDB, em nota.

No CEPMG Doutor Negreiros, o tenente Vânio, a tenente Eliane e o sargento Garcino voltaram para a reserva e o soldado Brunner irá continuar trabalhando em Nerópolis, compondo o efetivo do 3º pelotão da 24ª Companhia Independente (CIPM)..

De acordo com a justificativa da PM, haverá uma nova convocação de efetivo, compatível com os déficits que forem aparecendo. Eles disseram também que vários policiais estavam com os contratos próximo ao vencimento e que o foco da atual administração é a preservação da ordem pública e o foco no atendimento à sociedade.

Os nomes dos policiais exonerados foram publicados no Diário Oficial do Estado de Goiás. Confira a portaria e a lista, nas páginas 10, 11 e 12 do Diário.

Matérias relacionadas