Esportes

Reunião mantém a pontuação dos times da 33ª Taça Cidade

A Comissão organizadora da competição constatou a presença de três atletas que não haviam apresentado todos os documentos necessários para entrar em campo, dois deles do União Neropolina de Esportes e um do Pinheiros Futebol Clube.

Em julgamento da Comissão Disciplinar da 33ª Taça Cidade os times teriam três pontos subtraídos para cada jogador irregular. A defesa do União justificou que a Secretaria de Esportes emitiu a carteirinha de um de seus atletas, mesmo faltando documentação, o que daria condições de jogo.

A diretora de esportes e membro da Comissão Disciplinar, Elaine Margarete Cassia, disse durante o julgamento que ela havia emitido a carteirinha com a intensão de ajudar as equipes, mas que enviou aos times mensagens para que os mesmos levassem os documentos em tempo hábil.

Fique atento à tabela da 33ª Taça Cidade.

O presidente da Liga Esportiva de Nerópolis e Entorno (Lene), Pedro Henrique Soares, que também foi membro da Comissão Disciplinar, assumiu o erro pela organização. “A organização errou, mas errou em confiar nas equipes, em confiar que vocês iriam trazer a documentação dentro do prazo”, disse.

Após ouvir as partes envolvidas e a decisão do relator, Giliard Rodrigues, o presidente da Comissão, Flávio de Freitas, com base no artigo 49 do Regulamento da 33ª Taça Cidade, concordou que ambas as partes estavam erradas e que seria feita uma reunião e estipulada um prazo para regularização dos atletas.

A reunião com os representantes dos oito times participantes da Taça Cidade aconteceu ontem (19) e todos eles concordaram que os pontos das duas equipes não seriam descontados, levando em conta que todas as oito equipes estão em desacordo com o artigo 27, no qual, ao menos 17 jogadores inscritos na competição, de cada time, precisariam apresentar o título de eleitor no ato da confecção da carteirinha do atleta.

Matérias relacionadas