novembro 20, 2019
Economia

Trump sinaliza acordo de livre comércio com o Brasil

Leah Millis/Reuters 

Em uma coletiva de imprensa realizada hoje (30), em frente à Casa Branca, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que quer seguir em frente com um acordo de livre comércio com o Brasil. Ele falou também do bom relacionamento com o presidente Jair Bolsonaro.

“Eu tenho um ótimo relacionamento com o Brasil. Eu tenho um relacionamento fantástico com o seu presidente. Ele é um cavalheiro. Dizem que ele é o Trump do Brasil. Eu gosto disso, é um elogio. Eu acho que ele está fazendo um ótimo trabalho. É um trabalho duro, mas acho que seu presidente está fazendo um trabalho fantástico. Ele é um homem maravilhoso com uma família maravilhosa”, disse.

O secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, está no Brasil para a comemoração dos 100 anos da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos (Amcham Brasil), em São Paulo. Amanhã ele viaja para Brasília, onde se reunirá com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e da Infraestrutura, Tarcisio de Freitas.

O acordo de livre comércio entre os dois países promete facilitar importações e exportações. Os Estados Unidos foram o principal destino das exportações brasileiras de bens (US$ 28,7 bilhões, em 2018) e serviços (R$ 16 bilhões, em 2017) e, o Brasil, é um dos 10 maiores destinos de exportações de bens norte-americanos no mundo.

Enquanto isso o presidente Jair Bolsonaro, após assumir o comando rotativo do Mercosul, prometeu avançar em acordos comerciais com o Canadá, Singapura, Coreia do Sul e a Associação Europeia de Livre Comércio. O principal exemplo dessas negociações se deu em junho desse ano, quando o Mercosul e a União Europeia anunciaram o fechamento de um acordo comercial que começou a ser negociado em 1999.

Matérias relacionadas