Saúde

Vitamina D pode ter ligação direta com o tratamento contra depressão

Estudo feito na Irlanda e publicado ontem (19) no Journal of Post-Acute e Long-Term Care Medicine aponta que a falta de vitamina D pode aumentar em até 75% as chances de depressão em pessoas com mais de 50 anos. O estudo foi realizado com 3.965 pessoas e os especialistas contataram que 400 dos participantes com nível baixo de vitamina D foram os que mostraram riscos maiores de apresentar a doença.

Um dos pesquisadores, o psiquiatra paulista Kalil Dualibi, reforça que a relação entre o nível de vitamina D e a saúde mental é estudada há séculos pela comunidade médica. “Para se ter como exemplo, em texto do Tratado de Hipócrates já havia menções sobre o hábito de tomar banho de sol para melhorar o humor”, explica.

O resultado da pesquisa aponta também que a vitamina D pode ser útil tanto para prevenir a depressão quanto para ajudar no tratamento de pacientes que já apresentam quadro depressivo. Banhos de sol não são a única fonte da substância, porém, para os especialistas, de 15 a 45 minutos de exposição, sem a utilização de filtro solar, antes das 10h e após as 16h30 ainda é a melhor opção.

Na alimentação é preciso cerca de 422g de salmão por dia, ou seis latas de sardinha, ou ainda, 80 gemas de ovo. Outra alternativa é a ingestão de suplementos de vitamina D em medicamentos presentes no mercado.

Matérias relacionadas